1 ANO DE BLOG, 5 LIÇÕES

1 ano de blog

Sempre adorei escrever e por isso tornei-me jornalista. Escrevi para jornal, escrevi para revista, e quando a vida me quis afastar da escrita, achei nos blogs a maneira de continuar a mexer com carateres, a transformar ideias e pensamentos em texto.

Depois de algumas tentativas de encontrar a minha identidade online, no início do ano passado a ideia chegou-me sem grande dificuldade: quais são as coisas que eu mais gosto? Sobre as quais mais me daria prazer escrever?

Viagens e Surf.

Simples.

E assim nasceu o Surfer Girl On The Move. A miúda surfista que nunca pára quieta, com uma vontade incrível de conhecer o mundo. Enfim, eu!

Lições aprendidas em um ano de blog

Parece simples ter um blog. Quando começamos pensamos que vai ser fácil escrever tudo o que nos vem à mente, tudo o que andamos a fazer. Mas ter um blog é uma aventura complexa, que requer tempo, estudo, por vezes até algum dinheiro e… já disse tempo?…

Passado um ano de blog houve várias aprendizagens que tirei. Umas positivas, outras negativas. Valeu a pena? Claro que sim! Todas elas levaram a que evoluísse e a que o blog se tornasse num produto do qual me orgulho muito.

E que ensinamentos foram esses?

  1. Escrever para um blog não é o mesmo que escrever um diário

1 ano de blog

Num diário estamos a escrever para nós próprios. Num blog estamos a dirigir-nos a um público, a leitores que escolheram ler os nossos textos, porque o que escrevemos gerou interesse e foi ao encontro da informação que procuram. Estamos a falar para VOCÊS!

Tomando essa realidade, não podemos continuar a escrever como se o que dizemos ficasse fechado nas linhas de um caderno.

Ora, chegar a um equilíbrio entre o escrever para outros, sem perdermos o nosso Eu, aí está o verdadeiro desafio.

  1. Se estamos a escrever, queremos ser lidos

1 ano de blog

Se não quiséssemos não estaríamos a escrever numa plataforma pública. Começamos a ser lidos por aqueles que nos são próximos, pelos nossos amigos ou pelos seguidores das nossas redes sociais.

Mas quando começamos a ver nas estatísticas do site que existe uma pessoa do outro lado do mundo que nos encontrou e está a ler um dos nossos posts, então a responsabilidade com o que estamos a escrever, cresce.

  1. O crescimento é um caracol que teima em andar

1 ano de blog

Ao longo deste ano muito tenho lido sobre blogs e a quantidade de pessoas que abandonam esta forma de comunicação porque os resultados e as visualizações teimam em aparecer.

E por mais que pensemos que o que escrevemos está espetacular, nem sempre conseguimos que chegue à quantidade de leitores que gostaríamos.

Por isso, apostamos numa série de estratégias de marketing para darmos a conhecer ao mundo que existimos e que escrevemos textos interessantes.

Claro que, ao contrário do que pensava, esse processo demora tempo e a persistência e o gosto pelo que faço é o que me leva a continuar.

  1. Viajar de férias é diferente quando se tem um blog

1 ano de blog

Quando dizemos que temos um blog de viagens, que escrevemos sobre destinos, toda a gente pensa “que trabalho espetacular!”, “andas sempre a passear”… mas viajar tendo em mente o que vamos produzir para o blog é bem diferente do simples ir de férias.

Quando chegamos ao hotel, a primeira coisa que fazemos é tirar fotos antes que a cama fique desfeita ou a roupa esteja espalhada pelo quarto.

Quando nos sentamos no restaurante, imagens dos pratos são desde logo registadas, independentemente de estarmos a morrer de fome e, no fundo, não querermos saber qual o melhor ângulo para captar o brilho da salada.

E qualquer monumento ou museu é intensamente estudado, para mais tarde podermos contar a sua história e mostrá-lo em fotografias detalhadas.

Isto já para não falar no ir alimentando as redes sociais.

Mas eu adoro e, sinceramente, é uma forma de conhecer ainda melhor os locais que visito.

  1. A comunidade de bloggers de viagens é incrível!

1 ano de blog

Durante este ano tive a oportunidade de entrar em contacto com inúmeros bloggers de viagens. Quer sejam portugueses, brasileiros ou das mais diversas nacionalidades.

E tenho a dizer que é uma comunidade extraordinária! Nos vários grupos de Facebook a que pertenço, os bloggers entreajudam-se quer seja na partilha de informação como na divulgação do trabalho uns dos outros.

Nestes últimos 12 meses muito aprendi com eles e espero continuar a crescer com as suas experiências.

E agora?

Agora, venha outro ano! E outro, e outro, e outro… venham muitos mais cheios de viagens, de histórias, de pessoas e de muitas ondas!

E espero contar consigo para ler, comentar e sugerir.

Vamos continuar esta viagem juntos!

Vai também gostar de ler:

24 comments

  1. Ai amei esse texto, ser blogueiro de viagem realmente não é tarefa fácil. Dá um trabalhão e como você disse as vezes o resultado demora a aparecer.
    Mas a satisfação de ter uma única pessoa pelo menos elogiar o nosso texto, dizer que foi útil, ou que se emocionou com nossas palavras já faz o trabalho valer a pena.

    1. É mesmo, Matheus! Por vezes é duro ter um dia cheio e chegar a casa ainda ir escrever. Mas fazemos porque gostamos desse desafio, gostamos de relatar o que vivemos e porque sabemos que aquilo que contamos pode ajudar a viagem de alguém ou a inspirar outras aventuras. 😉 Obrigada por ler e pelo seu comentário!

  2. Parabéns pelo primeiro ano Marlene e que venham mais! De facto é tudo isso que escreveste. O Joland para mim é o meu bebé, e por mais projectos que arranje ou por menos tempo que tenha, será sempre algo na minha lista de prioridades. Muito sucesso para 2017! 🙂

  3. Marlene, parabéns pelo aniversário do blog. Realmente existem muitas dificuldades no caminho, mas aos poucos vamos aprendendo com os erros e crescendo um pouco mais a cada dia. Que venham muitas viagens pela frente!

  4. Olá! Realmente a vida de blogger de turismo não é mole. A gente não viaja a lazer né?! Acabamos trabalhando enquanto as pessoas pensam que estamos nos divertindo. No fim é um mix de ambos…, muito boas as suas considerações! Abraços!

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

%d bloggers like this: