6 LOCAIS INESQUECÍVEIS DA MINHA PRIMEIRA VEZ EM PARIS

Uma primeira visita a Paris pode ser avassaladora. Sempre vimos a cidade-luz nos filmes, nos artigos de revista, espalhada pela internet. Por isso, quando pisamos solo parisiense pela primeira vez o sentimento é que estamos a viver um momento inacreditável. Tudo parece um sonho.

Estive em Paris há algum tempo atrás — bem antes deste blog ser uma realidade — e quando penso hoje que locais que mais me marcaram, seis estão claramente no topo das preferências.

TORRE EIFFEL
Pois claro. Não é à toa que a Torre Eiffel é cartão de visita da cidade. O monumento foi criado por Gustave Eiffel para a exposição mundial de 1889 para assinalar o 100º aniversário da revolução francesa e ainda hoje atrai milhares de visitantes todos os anos.

Para subir de elevador até ao topo terá que pagar 11 euros até ao segundo piso ou 17 euros para o piso superior. E para os mais aventureiros existem as escadas, que podem ser utilizadas até ao segundo piso, pagando apenas 7 euros.

A vista é incrível, mas o que mais me marcou foi estar deitada na relva, olhando a torre quando as luzes acenderam… estávamos em agosto e parecia natal!

Catedral de Notre Dame (photo: Tristan Nitot)

NOTRE DAME
Outro clássico, muito em parte pelo romance de Victor Hugo, que mais tarde foi revisto para o cinema: “O Corcunda de Notre Dame”.

O interior da catedral é lindo, mas o estilo gótico do exterior, as gargântuas penduradas nos beirais da fachada, parecem que vão ganhar vida a qualquer momento.

E se pensarmos que ali tiveram lugar a coroação de Napoleão Bonaparte ou a beatificação de Joana D’Arc, Notre Dame é mesmo um must a visitar.

Basílica Sacré-Coeur (photo: David McSpadden)

SACRÉ-COEUR
Falando em igrejas, pode haver quem não concorde comigo, mas… o Sacré-Coeur pode mesmo ser a minha preferida!

A basílica situa-se em Montmartre, também conhecido como o Monte dos Martírios, e foi inicialmente desenhada por Paul Abadie, sendo o trabalho continuado por seis outros arquitetos até o monumento de estar concluído.

Se o exterior é lindo, com uma vista magnífica sobre a cidade, no interior, os detalhes arquitectónicos e os jogos de luzes deixam-nos sem fôlego.

Detalhe de um pintor em Montmartre (photo: Benjamín Núñez González)
Detalhe de um pintor em Montmartre (photo: Benjamín Núñez González)

MONTMARTRE
E porque estamos em Montmartre, que tal dar uma volta por um dos bairros mais boémios da cidade?

Os restaurantes, os pequenos cafés, os pintores na rua, já para não falar dos cabarets como o Moulin Rouge.

O sítio ideal para passar uma tarde com um café au lait e um éclait… ou dois! 😉

A atração Os Piratas das Caraíbas na Disneyland Paris (photo: Eric RiItchey)
A atração Os Piratas das Caraíbas na Disneyland Paris (photo: Eric RiItchey)

DISNEYLAND
Ah, a Disneyland Paris… esqueçam se têm 20, 30, 40, 50 anos. Quando pomos os pés na Disneyland a nossa criança interior é libertada e é vermos a correr o parque de fio a pavio. O Rato Mickey, a Minnie, os Esquilos, o Capitão Gancho, todos são maravilhosos!

Já para não falar das atrações! Confesso que quando lá estive o Space Mountain era uma das atrações mais concorridas, mas hoje muitas outras reúnem milhares de pessoas todos os dias. O que se reflete nas filas, claro. Por isso, é preciso muita paciência, mas a experiência vale a pena.

O que eu sei é que dei por mim a acenar à Branca de Neve e à Cinderela na parada ao final do dia. Mas isto não é para contar. 😉

VERSAILLES
Para visitar o Palácio de Versailles é preciso sair de Paris e andar cerca de 40 minutos de carro ou, como eu fiz, apanhar o comboio na estação de Montparnasse.

A primeira impressão quando chegamos à entrada do palácio é que a qualquer momento vamos ver chegar os mosqueteiros e os jardins e Praça de Armas vão-se encher de membros da corte de Louis XVI e de Marie-Antoinette.

Pode adquirir um bilhete para visitar todos os espaços de Versailles, mas quando lá estive optei apenas pelo palácio (15 euros), que me levou pelas várias salas do paço, incluindo os quartos do Dauphin e da Dauphine, e a fabulosa Sala dos Espelhos.

O bom é que o bilhete inclui um audioguia (disponível em 11 línguas) que nos leva numa viajem comentada pelo espaço. Perfeito!

E se visitarem Versailles até 30 de outubro deste ano têm vários espetáculos a acontecer quase todos os dias. É só consultar a agenda.

Estes são apenas seis dos lugares que mais me marcaram na minha visita a Paris, mas tantos outros são dignos de visita.

E vocês, já estiveram alguma vez em Paris? Qual foi o vosso local favorito? Partilhem na caixa de comentários, deixem dicas, sugestões, etc. Quero ler tudo!

NOTA: Para quem estiver interessado em visitar Paris, a TAP Portugal está até dia 27 de maio com uma promoção de 15% nas viagens com partida de Portugal. Caso tenham interesse neste ou em outros destinos europeus, basta clicar nos pequenos banners das imagens deste artigo ou nos destinos aqui em baixo. 🙂

Vai também gostar de ler:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

%d bloggers like this: