AVENTURA SOLIDÁRIA — VIAJAR A AJUDAR

Aventura Solidária

A Organização das Nações Unidas decretou que este ano, 2017, seria o Ano Internacional do Turismo Sustentável Para o Desenvolvimento. Para assinalar essa comemoração quero falar-vos de um projeto que conheci recentemente e que, por incrível que pareça, está a celebrar a sua 10ª edição: a Aventura Solidária.

A Aventura Solidária é uma ação organizada pela AMI que possibilita aos participantes juntarem-se a uma das missões desta ONG, na ajuda às comunidades locais, ao mesmo tempo que partem à descoberta de novos destinos.

Durante 10 dias, os viajantes solidários vão conhecer a realidade quotidiana de localidades no Brasil, Guiné Bissau ou Senegal, podendo contribuir para a melhoria das condições de vida de populações carenciadas, mas, também, reservando tempo para apreciar o local e toda a sua cultura.

Aventura Solidária

O Programa da Aventura Solidária

Os destinos programados para 2017 são Réfane, no Senegal (de 21 a 30 de abril — FECHADO), a Ilha de Bolama, na Guiné Bissau (de 4 a 14 de maio) e Milagres, no Brasil (23 de junho a 2 de julho).

Com a viagem a Réfane já encerrada, pode ainda inscrever-se para o projeto de Bolama e em Milagres.

Na Ilha de Bolama, para além do voluntariado, pode visitar a cidade e as tabancas mais próximas, assistir a sessões de folclore, mas também conhecer outras localidades como a Ilha das Galinhas, Bissau e Saltinho.

Já em Milagres, localizado em pleno Sertão do Cariri, os viajantes participam em ações de voluntariado, mas também em visitas a alguns locais mais emblemáticos, como o centro histórico, o Horto do Padre Cícero e o Museu Paleontológico de Juazeiro do Norte, bem como testemunham a cultura local, com momentos de cantoria nordestina ou forró pé-de-serra.

Aventura Solidária

Quanto custa participar numa Aventura Solidária?

Participar na Aventura Solidária não está ausente de custos. Aliás, o projeto foi criado como uma forma de angariar fundos para as missões internacionais e, neste caso concreto, para financiar o projeto e a comunidade apoiada em cada viagem.

O valor pago inclui todos os gastos, como passagens aéreas, transportes, alimentação / pensão completa, alojamento, seguro de acidentes pessoais e de assistência em viagem, guias locais e atividades culturais e lúdicas. E, como se não bastasse, pode ainda deduzir nos impostos até 300€.

Para mais informações sobre o valor por destino ou inscrições, consulte o site do projeto  ou envie um email para aventura.solidaria@ami.org.pt.

Vai também gostar de ler:

14 comments

  1. Acho este tipo de projectos muito interessantes, uma forma excelente de apelar à ajuda. Já participei em várias actividades de voluntariado, mas nunca em viagem, é algo que gostaria de experimentar um dia 🙂 Obrigado pela dica

  2. O artigo está muito interessante Marlene. Voluntariado é uma forma de “viajar”, ajudando os outros e tentando fazer algo pela comunidade. Eu fiz em 2011 em São Tomé e é uma experiência que guardo com muito carinho e que me fez abrir alguns horizontes. Aconselho mesmo a quem puder!

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

%d bloggers like this: