Herdade dos Grous — Um Copo Cheio de Alentejo

Dia de inverno, com a chuva a dar tréguas. Para mim, essa é a melhor altura para ir fazer uma prova de vinhos. No verão tudo se passa, há mil coisas para experimentar, mas é nestes dias de frio que o vinho (principalmente o tinto) me sabe melhor.

A data chegou e o destino há muito que estava escolhido: a Herdade dos Grous. Estávamos apenas a aguardar pelo momento perfeito para ir até ao coração do Alentejo para conhecer a propriedade, a adega, a cave e terminar com uma bela prova de vinhos.

 

Conhecer a Herdade dos Grous

A viagem até à Herdade dos Grous é repleta de belas paisagens alentejanas assim que se abandona a autoestrada. Apesar do verão seco, seguido de um inverno que até hoje pouca chuva tinha trazido, as planícies já se encheram de verde e convidam ao passeio. Um cenário que se estendeu para lá dos portões de entrada da quinta vinícola.

Surfer Girl On The Move

Herdade do Grous
A entrada para a Herdade dos Grous
Herdade do Grous
Com a Primavera já a espreitar

Herdade do Grous

A grande casa branca, com cores características da região, dá as boas-vindas aos novos visitantes. A rodeá-la estão longos vinhedos de onde saem as uvas que compõem um dos meus vinhos alentejanos favoritos. As videiras estão por esta altura ainda despidas, mas em plena época de vindimas deve ser um cenário ainda mais bonito.

Herdade do Grous
A casa principal da Herdade dos Grous que oferece também alojamento
Herdade do Grous
Locais serenos na propriedade
Herdade do Grous
Mais um recanto onde apetece estar

Herdade do Grous

Herdade do Grous
Paisagem envolvente da herdade

Depois de darmos uma volta pelas imediações, a visita à adega começou pelo patamar onde as carrinhas cheias de uvas encostam para descarregar. Foi-nos explicado que as castas são logo ali selecionadas e separadas para diferentes compartimentos, para que tenham um tratamento diferenciado, garantindo a sua qualidade única.

É nas grandes cubas de inox, munidas da mais moderna tecnologia, que a fermentação acontece e onde se prepara o líquido que irá encher as barricas feitas em madeira francesa e americana.

Herdade do Grous
A adega da Herdade dos Grous

Quem também não resiste às uvas utilizadas no fabrico são os pássaros que por ali voam. De forma a impedir os seus avanços, pela adega ouve-se o som de aves de rapina de tempos a tempos. Uma medida defensiva que acaba por dar uma caraterística (e um som) diferente ao espaço.

 

Um Alentejano Especial

Colocado em barricas novas, o vinho é armazenado na cave para que amadureça em condições de humidade e temperatura ideais, até à altura em que passará para a zona de engarrafamento e expedição. Por aquela cave passeámos por entre filas de vinho a maturar. Algum estará por ali apenas alguns meses, outro pede uma estadia mais prolongada.

Herdade do Grous
A cave da Herdade dos Grous
Herdade do Grous
A nossa guia a explicar a diferença entre barricas

A visita à adega da Herdade dos Grous termina com uma passagem pela “wall of fame”, onde constam todos os prémios ganhos pelos vinhos da casa. Quer ao nível nacional como internacional. E ainda são umas paredes bem cheias!

Herdade do Grous
Wall of Fame da Herdade dos Grous

Dali, fomos conduzidos até ao wine bar da herdade e, como o tempo estava bom, colocaram uma mesa no exterior para realizarmos a prova. A acompanhar os dois vinhos que escolhemos — Herdade dos Grous Branco e Herdade dos Grous 23 Barricas Tinto — foi-nos servida uma rica tábua de queijos e enchidos regionais. Tudo acompanhado por uma apresentação dos vinhos e um pouco mais da história e atividade daquele local.

Herdade do Grous
Os personagens principais desta prova

Herdade do Grous

Nesta prova aprendi algo diferente: o branco acompanha os enchidos porque corta a gordura destes e tinto realça os queijos. E eu sempre a pensar que era ao contrário!

 

Sabia que também pode ficar alojado? Saiba mais:

   Ficar na Herdade dos Grous

Quem desse lado já fez alguma prova de vinhos? Gostaram? Onde foi? Contem-me a vossa experiência e deem ideias para outras viagens como esta.

Gostou do Post? Faça Pin!

Vai também gostar de ler:

22 comments

  1. Fantástico, esse roteiro. Até apetece “comer” essa visita lol Devia ter parado nas fotos antes do vinho encontrar os enchidos. A meter nos meus roteiros de viagem no nosso fantástico Portugal…

  2. ahh amo conhecer lugares assim que envolvem sabores e muita história! gosto bastante de vinho e com ctz provaria um deles, só de olhar o hall da fama dá pra imaginar a dedicação e carinho que colocam na produção

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

%d bloggers like this: