FLOR DE SAL — UM FENÓMENO DO ENTRONCAMENTO

Restaurante Flor de Sal

Descobri este restaurante por pura coincidência numa viagem até à Covilhã. Com a fome a apertar,  decidimos fazer uma simples busca online por restaurantes na região por onde estavamos a passar. Resultado: o Flor de Sal, no Entroncamento.

“No Entroncamento?!…” estão por este momento a perguntar. É verdade que é um local fora do comum para quem está habituada à boa velha Lisboa, mas as críticas eram simpáticas e falavam em pratos de carne e entradas de salivar.

Restaurante Flor de Sal Restaurante Flor de Sal

Encontrar o Flor de Sal não é fácil e o gps é sem dúvida recomendado. É que o restaurante fica no meio de uma moderna urbanização, mesmo ao lado de um supermercado. Um local nada comum para ter um restaurante com tal ementa elaborada.

No interior do Flor de Sal, o aspecto impessoal do exterior do edifício é rapidamente ultrapassado por uma decoração acolhedora. Os elementos retro levam-nos numa verdadeira viagem ao passado, enquanto aguardamos a chegada da refeição.

Restaurante Flor de Sal Restaurante Flor de Sal

As ementas não chegam à mesa. Estão expostas em grandes ardósias na parede e explicadas com pompa e circunstância pelo chefe de sala. Ingredientes e modos de preparação explicados ao detalhe como quem conta um conto.

Ouvi-lo a apresentar cada um dos pratos servidos no Flor de Sal é um verdadeiro espetáculo e rapidamente apetece-nos pedir tudo. Não se rogue em pedir conselhos, principalmente no campo dos vinhos, sugeridos na perfeição consoante o nosso gosto pessoal e o que vamos comer.

Restaurante Flor de Sal Restaurante Flor de Sal Restaurante Flor de Sal Restaurante Flor de Sal Restaurante Flor de Sal

Das várias vezes que visitei o Flor de Sal (sim, já cheguei a sair de propósito de Lisboa para ir lá jantar) a sala está sempre lotada. O espaço não é muito grande, por isso, aconselho a reserva prévia.

Restaurante Flor de Sal

Restaurante Flor de Sal

Gostou do Post? Guarde o Pin!

GuardarGuardar

GuardarGuardar

Vai também gostar de ler:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

%d bloggers like this: