O Melhor Pai do Mundo a Viajar

O Melhor Pai do Mundo

Viajar com os mais novos pode ser uma verdadeira aventura… ou será tortura? Não tenho crianças e é-me difícil perceber ou aconselhar o que fazer quando queremos ir para fora com os pequenos da família. Por isso, quem melhor do que O Melhor Pai do Mundo para falar das suas experiências de viagem?

Convidei o Márcio Nogueira, blogger e autor d’O Melhor Pai do Mundo, para contar como tem sido viajar com o filho, as dificuldades com que normalmente se depara e as melhores dicas para quem está agora a começar.

— O que procuras quando estás a escolher um destino de viagem em família?

Geralmente procuro um local bom para retemperar energias, mas sem grandes esperanças que isso aconteça. Nas férias é brincadeira de manhã à noite. Pontualmente, viajamos por cidades que não conhecemos, seja em Portugal ou fora. Aí procuramos cultura, a Mãe e o filho são super curiosos com a história dos locais que visitamos, eu sou mais pela arquitetura e pelo modo de vida.

O Melhor Pai do Mundo

— O que não pode faltar na mala?

Uma bola e um mapa. A bola sempre (percebes porquê, certo?), o mapa sempre que vamos para um local que não conhecemos. Eu sou a antítese do GPS, até o miúdo se orienta melhor que eu. Outro hábito que tenho é reunir uma lista de locais caso seja preciso alguma coisa ligada à saúde.

Dica O Melhor Pai do Mundo: “Pare antes de ser mesmo preciso, seja para descansar ou para almoçar ou jantar”

— Quais as principais dificuldades que encontras em viajar com uma criança?

Quando as crianças são mais pequenas, a tendência (mais da Mãe) é fazer uma espécie de “copy/paste” dos gavetões da roupa diretamente para a mala. Quando fomos Pais, trocamos de carro por um com uma mala maior, mas não chegou, tive de comprar daquelas malas de teto. Outras preocupações são a alimentação e as rotinas. Aqui não arriscamos, tentamos criar o menor impacto possível para que a viagem seja agradável para todos. Enquanto os adultos adaptam-se rapidamente, as crianças precisam de mais tempo e, normalmente, as viagens são curtas. O ideal é parar antes de ser mesmo preciso, seja para descansar ou para almoçar ou jantar.

— Para que países já tiveste oportunidade de viajar com o teu filho? O que achas que ele gostou mais?

Para já para bem perto. Gostamos muito de viajar dentro de Portugal, de Norte a Sul. Lá fora, já fomos a Espanha e a França. Ele fica maravilhado com as pessoas a falar um idioma diferente e perceber que as crianças também o fazem :). Eu acho que ele pensava que todos falávamos em Português no Mundo inteiro. Como já referi, ele adora a cultura, visitar museus e monumentos, sai à Mãe.

O Melhor Pai do Mundo

Dica O Melhor Pai do Mundo: “Crie o menor impacto possível nas rotinas”

— Quais os países ou cidades que adoravas mostrar ao teu filho?

Não tenho nenhum de eleição, nem nenhuma lista. Temos alguma curiosidade por visitar países nórdicos, perceber as diferenças culturais, acima de tudo. Aqui, talvez Estocolmo seria por onde começaríamos. Depois, há uma certa curiosidade pelo Brasil, talvez o Rio de Janeiro e pelos Estados Unidos, Nova Iorque provavelmente.

— Tens algum conselho de viagem para os novos pais que começam agora a viajar com crianças?

O primeiro conselho é que não deixem de viajar. Lá por serem Pais e a vida ter mudado desde esse momento, não quer dizer que não seja possível viajar em família. Há preocupações, como é óbvio mas não podemos deixar que elas nos prendam. A seguir, que planeiem minimamente os dias, onde vão descansar, onde vão almoçar, etc. Finalmente, na escolha do local onde ficar, tenham em atenção as camas onde vão ficar as crianças. Dormir bem faz com que recuperem energias e desfrutem, caso contrário vai ser um martírio para todos.

 

Gostou das dicas d’ O Melhor Pai do Mundo? Então, Faça Pin!

Dia Mundial da Criança

Comments

    error: Content is protected !!